Relatório da Sustentabilidade IKEA 2010 (parte 1)

por thaís serafini

O nome IKEA dispensa apresentações, mesmo para aqueles que vivem em países que (ainda) não tem uma loja ou que nunca tiveram a chance de visitar a loja pessoalmente. A empresa é mais do que uma referência em mobiliário e produtos para a casa pois, além de oferecer design sueco a preços justos, preza por uma experiência de compra completa, pensando em cada passo do consumidor dentro da loja (a rota traçada através dos setores, restaurante com buffet, pausa para saborear um café sueco, fitas métricas e lápis oferecidos para facilitar a compra e assim vai). A grande “sacada” é que o consumidor pode visitar os espaços decorados com produtos, escolher e comprar seus móveis, passar pelo depósito da loja, tudo por conta própria, e levar as peças para montar em casa, cortando assim despesas e serviços. Prático, não?

No final de março a empresa inovou mais uma vez e liberou um extenso (e interessante) relatório com dados completos das suas atividades em 2010, bem como as prioridades e metas a serem cumpridas até o ano de 2015, sempre direcionados à sustentabilidade. (continuação na parte 2 do post!)

Segundo o CEO da empresa sueca “A casa é o lugar mais importante do mundo” e por isso é tão importante que proporcione o bem-estar, pois é dentro dela onde deveriam surgir as mudanças e a paz que desejamos ver no mundo.

Estes são alguns números de 2010 que não dizem respeito (somente) a faturamentos:

27.000 funcionários;

280 lojas em 26 países (em 31/08/2010);

a linha possui 9,500 produtos;

as lojas receberam 626 milhões de visitantes e os sites IKEA tiveram 712 milhões de visitas;

o famoso catálogo foi impresso em 29 idiomas e teve 197 milhões de cópias impressas.

catalogoIkea

O catálogo IKEA

Grande parte dos dados do relatório diz respeito ao controle detalhado dos fornecedores da empresa e dos programas desenvolvidos para controlar o impacto ambiental produzidos por eles.

Para se ter uma ideia, somente na produção do catálogo IKEA (o principal canal de marketing da empresa, dados na página 51) foram necessários 39 fornecedores diferentes na edição de 2011. A empresa exige documentação e controle total, desde o uso de matérias-primas virgens e de água até a seleção dos elementos químicos utilizados no tratamento do papel a ser impresso.

3 Trackbacks to “Relatório da Sustentabilidade IKEA 2010 (parte 1)”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: