Ainda temos apetite para os móveis?

por thaís serafini

É a pergunta que os designers resolveram abordar neste projeto apresentado no Salone del Mobile 2012 (e que diz respeito especificamente a este evento). Pessoalmente, por mais que seja um pouco reclamona e bastante crítica quantos aos lançamentos, tenho sim muito apetite pelo mobiliário, pelo design e todos os seus derivados. Portanto é sempre curioso ver projetos que procuram falar de móveis sob um ponto de vista fora do comum – sejam eles comerciais ou não.

Ryosuke Fukusada e Rui Pereira criaram “Sapore dei Mobili” como reflexão para a velocidade extrema com que a indústria do mobiliário produz e a consequente dificuldade de digestão que os consumidores têm frente a tantos lançamentos. A frigideira mistura ainda tradições japonesas e portuguesas, os designers explicam:

“Usando a mesma técnica de moldagem nós criamos uma nova tipologia de objeto e ao mesmo tempo uma nova tradição pois brincar com a comida não costuma ser permitido. Você pode criar sua sala de estar comestível e pintar os bolinhos-móveis com suas geléias e coberturas favoritas. Neste sentido, quando o usuário se cansa do seus móveis ele pode simplesmente comê-los sem gerar resíduos.”

 

via

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: