Designers em crise

por thaís serafini

Os leitores mais presentes e interessados já devem ter percebido que por aqui mais se critica do que se elogia, mais se questiona do que se respondem perguntas, mais se escreve e pesquisa do que se cria. Reflexo dos nossos tempos, do que a (minha) profissão de designer é hoje e reflexo também do que se planeja para o futuro.

Para explicar tudo isso melhor, vou fazer minhas as palavras da Silvia Grilli, tamanha foi a minha identificação com um texto seu. Reproduzo a seguir alguns trechos e convido a um momentinho de reflexão, óbvio, da parte dos designers :)

“Designer em crise

Ao longo da minha vida tenho buscado, paralelamente, desenvolver uma carreira bem sucedida e viver com pouco. Tendo escolhido o Design como forma de expressão e meio de vida, uma carreira bem sucedida significa criar produtos que despertem no consumidor o desejo de possuí-los. E viver com pouco significa evitar o desperdício e exercitar a simplicidade. 

Então, não é um enorme contra-senso atuar como Designer e cultivar o desapego? Durante anos me senti confusa com esta questão. Afinal, minha função na sociedade é estimular o consumo e até criar necessidades inexistentes. 

Gandhi disse: “Precisamos SER a mudança que queremos VER no mundo”. E SER é tão diferente das seduções trazidas pelo TER!

Minha redenção começou quando descobri que, como designer ou consumidora, é possível “ser coerente”. Mais do que ser ecológica ou ser sustentável (não gosto de palavras da moda), ser coerente é reduzir o consumo, reciclar, reutilizar, reaproveitar, redesenhar… Infelizmente o mundo à nossa volta não é nada coerente.

[…]

Dizia um professor meu há 25 anos atrás: ‘quanto melhor designer você for, menos desenhará’. É claro que demorei um pouco para entender e hoje concordo plenamente. Quando fica preso somente ao ato de desenhar, o designer deixa de pensar, planejar. Numa palestra recente o diretor de arte da Magis, Eugenio Perazza, também disse aos jovens designers brasileiros: “Pensem muito e desenhem pouco”. E é isto mesmo. Com o amadurecimento de nossa atividade no Brasil veremos designers cada vez mais engajados na produção de objetos inteligentes, comprometidos com o desenvolvimento sustentável e claro, livres das crises de identidade.” (Silvia Grilli, 2009)

6 Comentários to “Designers em crise”

  1. O redesenho e o reaproveitamento podem ser as chaves. Será que algum dia teremos grandes varejos de produtos “novos” feitos de matéria reaproveitada? Um exemplo que sempre fico curioso para saber a verdadeira-verdade é a indústria automobilística alemã. Como um país daquele tamanho “consome” tanto automóvel? As ruas estão sempre cheias de carros, todos novos. Sei que lá carros com 5 anos são velhos mas, a reciclagem no país é essa maravilha toda? Logo eles, que fazem carros tão duráveis…!

  2. Pois é, Raul, bom questionamento. Mas eu acho que teremos sim, um dia, um grande varejo de produtos novos-velhos, mas ainda faltam muitas questões a resolver (interesses das grandes marcas, estética, preconceitos…).

  3. Querida Thais, obrigada por citar meu texto! Na verdade o escrevi em 2009 e minha intenção foi justamente provocar uma reflexão sobre nosso papel nesta sociedade que consome frenética e caóticamente… Beijo.

  4. Oi Silvia, irei corrigir a data do texto então, obrigada. Aprecio muito a tua reflexão, deu voz a uma “contradição” que eu acreditava ser somente minha :) beijo

  5. Oi Thais! Você já leu “Designer X Projetista”? É o primeiro da Top List no Falando de Design., e também faz parte do meu livro. Já que o assunto é refletir sobre as contradições da nossa profissão… este é outro texto que tá causando! rs. Beijos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: