Cidades iluminadas e livres

por thaís serafini

Aquela máxima que diz “A familiaridade traz a indiferença” é verdadeira e pode ser aplicada também ao design com frequencia. A maioria dos projetistas acaba sempre priorizando mobiliário, objetos e soluções somente para dentro de casa, esquecendo que o espaço público é uma extensão dela.

Resultado é que temos tantas cadeiras e luminárias lançadas a cada ano porém poucas soluções de mobiliário urbano, a própria mobilidade urbana está sendo repensanda há pouquíssimo tempo (pelo menos por aqui). Os projetos de “design de rua” quase sempre me conquistam e, sem querer querendo, nascem até coleções como a Love Street Light.

A Philips lançou em 2011 na Dutch Design Week um sistema de iluminação urbana que está sendo levado adiante e testado em Eindhoven. O Freestreet dispensa o uso dos perigosos e feios  postes de luz, diminui a poluição visual das cidades, tendo todos os seus sistemas dentro dos próprios cabos. As lâmpadas são de LED, é claro, garantindo maior eficiência e durabilidade. Em muitas cidades existem já sistemas de iluminação urbana similares  (algumas zonas de Milão, por exemplo), mais antigos porém igualmente interessantes na paisagem urbana.

via

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: