O Brasil no divã do futuro, segundo o Future Concept Lab

por thaís serafini

Entre tantos profissionais, studios, agência, portais fazendo pesquisa de tendências – termo que já está conquistando uma certa antipatia – não são muito frequentes as vezes em que leio algo que realmente me parece realista. Desde as ultra-macro-hiper tendências até as cores que vão bombar na próxima estação, pouco conteúdo bom acaba chegando aos não-assinantes de serviços (como eu).

Uma entrevista do FFW com o grupo italiano Future Concept Lab me chamou a atenção e faz sentido compartilhar um pouco aqui e aconselhar que se leia também o conteúdo lá na íntegra. A opinião dos profissionais italianos sobre o Brasil hoje e no futuro é bem valiosa e construtiva, fazendo a gente entender muitas coisas que percebemos mas não sabemos conceituar:

“No geral o Brasil vive um grande caos que pode ser muito frutífero. De um lado aquele impulso pela modernidade clássica, que quer dizer o consumo clássico, o luxo, as marcas, isso tem e não se pode dizer que não tem. Ao mesmo tempo os brasileiros recebem estímulos dos novos valores, da sustentabilidade, da naturalidade, da proximidade ao próprio território. […] Acho que o Brasil pode sim chegar a todos esses novos valores, mas nada vai acontecer de um modo linear, vai ser muito caótico, o que é também belo. As empresas precisam aprender a conceituar tudo isso que está acontecendo, não apenas participar das grandes tendências. Por isso inclusive que pedem nossa consultoria.

É difícil para a indústria conceituar esse futuro porque são muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo?

Francesco Morace: Sim. Aqui na Europa foi tudo mais claro e mais lento. É mais simples para nós enxergar linearmente qual foi o fashion system dos anos 80, o design dos anos 90, os anos 2000… No Brasil é tudo agora, tudo junto. É muito mais complicado, mas muito mais fascinante! Sinto-me seguro pra dizer que tudo isso o que virá é o futuro. Por um salto de qualidade das pessoas. O importante é organizar um sistema de instrução que seja à altura do que é o país. Porque hoje em dia isso não tem no Brasil. A escola. Hoje existem as escolas privadas, mas as escolas públicas não são como na Itália, que são ainda melhores que as privadas. Quando o Brasil tiver boas escolas, vai ser o país do futuro.”

Em tempo: Francesco Morace vai estar em São Paulo no dia 30 deste mês para um workshop mega interessante e mega salgado. Caso alguém saiba de uma bolsa-palestra ou auxílio-workshops-internacionais, estou muito interessada ;)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: