O coração da Vitra

por thaís serafini

Em julho deste ano, durante um verão especialmente quente, tive a sorte de poder conhecer um santuário dos designers. Em Wil am Rhein (cidadezinha alemã mas que fica quase em Basiléia, Suíça), está o Vitra Campus, coração fabril, cultural e inspirador da Vitra, uma das empresas de mobiliário mais admiradas do mundo.

IMG_20150707_171704_edit

O local de produção da Vitra se transformou, nas últimas décadas, em uma coleção de construções de arquitetos renomados, como Tadao Ando, Zaha Hadid, Herzog & de Meuron, Frank Gehry e por aí vai. E  existe até mesmo um domo de Richard Buckminster Fuller! Esses prédios abrigam um museu, uma ‘casa’ que serve como showroom da marca, a própria fábrica… A área é imensa, mas não se engane, cada detalhe foi cuidadosamente planejado para fazer parte da experiência. As cadeiras no pátio são lançamentos do Grcic, a parada de ônibus que fica na estrada de acesso é assinada por Jasper Morrison, a rua se chama Ray-Eames Strasse…

IMG_20150707_173701

 

IMG_20150707_172719

As imagens a seguir são da VitraHaus, esse prédio impressionante de 2010, que abriga T-O-D-A a coleção da Vitra. E você pode sentar, explorar os ambientes, mexer, tocar, ver o preço, encomendar uma peça, conhecer os materiais, se inspirar com as mil cores e com a paisagem exuberante que foi majestosamente incorporada em diversos espaços.

IMG_20150707_172801

IMG_20150707_164654

IMG_20150707_170438

IMG_20150707_171121

E eis a cereja do bolo, pra mim: existe um atelier dentro da Vitra Haus, no qual um artesão simpático trabalha montando a clássica Lounge Chair & Ottoman de Charles e Ray Eames (de 1956). E aí que tudo se encaixa (literalmente). As peças de madeira, os estofados em couro, cada parafuso, cada pé, a maestria artesanal, a excelência dos materiais, o respeito à história e a gentileza de compartilhar com os milhares de visitantes uma parte importante da fabricação deste ícone.

IMG_20150707_165548

IMG_20150707_164829

IMG_20150707_165109

Se você tiver a chance de passar pela região, não deixe de visitar. De Basiléia, o acesso pode ser feito em um ônibus de linha normal, que cruza a fronteira, passa pela aduana deixa os visitantes em uma parada bem na frente da Vitra. Só é preciso comprar um bilhete diferente, no ônibus mesmo. Reserva algumas horas. Leve a excursão, a família, vá sozinha/o… É de encher os olhos!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: