Posts tagged ‘#criatividade’

outubro 28, 2015

Criatividade & Medo

por thaís serafini

116847-md

Para muitas pessoas, se expressar de maneira criativa é natural e fácil. Para outras, é o ponto de encontro de muitos medos. O terror da folha em branco é um velho conhecido de muitos…

Parece loucura relacionar criatividade com medo, mas faz muito sentido. Na sua coluna mais recente, Oliver Burkeman levantou o assunto ao falar do Big Magic, livro novo da Elizabeth Gilbert (sim, a mesma do ‘Comer, Rezar e Amar’) sobre criatividade. Para Burkeman, a atividade criativa é assustadora por diversos motivos, que acompanham muitos de nós: medo de ser ridículo, medo do julgamento, medo de descobrir que não temos talento… Na infância, pais e professores muitas vezes sufocam iniciativas ditas criativas das crianças e existem inclusive teorias que sugerem que a dificuldade de ser criativo e inventar algo novo faz parte do percurso evolutivo do ser humano – a inventividade não se mostra muito produtiva em momentos de luta pela sobrevivência.

Se a expressão criativa pode ser associada ao medo, surge então a questão: como podemos nos tornar mais criativos, mais livres e menos medrosos?

E aqui ressurge a proposta do livro Big Magic, citado lá no início:

“Por mais que possa parecer banal, prefiro a abordagem de Gilbert, que essencialmente consiste no tratar o medo como uma irmãzinha menor ou um animal doméstico que nós amamos mesmo que coloque em prova nossa paciência.

O truque, para quem consegue, não é ignora-lo, ou supera-lo sem ouvir os seus conselhos, mas sim dar espaço a ele. Gilbert usa a antiga e útil analogia da viagem de carro: o medo viaja sempre com nós, e tudo bem, mas não significa que devemos dar a ele o volante.”

 

junho 9, 2014

Sobre escassez e criatividade

por thaís serafini

“Comparo um objeto quebrado com uma estrutura socio-econômica quebrada. Como não posso influenciar a macro-estrutura de problemas dessa escala (devido à sua complexidade característica, em que uma solução muitas vezes gera novos problemas), eu afeto a micro-estrutura, consertando essas peças quebradas e/ou descartadas.”

paulo1

Scarcity e Repair is Beautiful são dois projetos bem interessantes do brasileiro Paulo Goldstein (que orgulho!). Além da criatividade poética das peças, as inspirações e palavras do designer fazem muito sentido. Os objetos foram construídos com pedaços de outros objetos que estavam em desuso, muitos encontrados nas ruas de Londres, onde Paulo vive.

paulo2

 

paulo3

“Ambos os projetos tem também como pano de fundo a sustentabilidade, o apego emocional, o trabalho manual, o desejo de controle ao alcance das mãos, o ativismo e comentários sobre consumismo, entre outras coisas.”

paulo4

paulo5

 

via Bamboonet.com.br

abril 3, 2014

Objetos impossíveis

por thaís serafini

Você já parou para reparar no que faz um objeto cumprir sua função com perfeição? Ou então, muitas vezes, o que faz com que um objeto não consiga cumprir sua missão? A máxima histórica do design “Form Follows Function” faz muito sentido ao analisar esta família de protótipos digitais “desconfortáveis”.

A arquiteta e designer grega Katherina Kamprani criou a série “The Unconfortable” para questionar, fazer rir e, nas suas palavras, “redesenhar objetos úteis fazendo-os desconfortáveis mas ainda utilizáveis, mantendo a semiótica do item original”. Para projetar os objetos , Kamprani começa recriando os passos necessários durante o uso de um objeto e depois isola alguma interação para sabotar. Ela diz consultar amigos com skecthes de transformações variadas e que a ideia boa é aquela que é tão ridícula que até ela se surpreende.

As criações são bem-humoradas e nos deixam valorizando ainda mais os objetos na sua forma original.

unconf1

unconf2

unconf3

unconf4

unconf5

unconf6

unconf7

via Wired.com

 

maio 11, 2011

creatividad

por thaís serafini

creatividad

(concordo muito mas, infelizmente, não sei dizer a fonte da imagem)