Posts tagged ‘#design italiano’

abril 16, 2015

We all go Sottsass! | Milan Design Week – parte II

por thaís serafini

Como destaca a Wallpaper, a febre inspirada no Memphis parece mesmo não ter prazo pra acabar… Ainda bem! A estética divertida e provocante do grupo da década de 80 – liderado por Ettore Sottsass – é o tema dos lançamentos da Kartell no Salone de 2015.

Deixando de lado a mera adaptação de produtos já existentes da marca, o que acho mais interessante é que a parceria com o designer começou lá em 2004, porém, não foi finalizada pois muitas das peças demandavam tecnologias que ainda não haviam sido desenvolvidas na época. Sottsass faleceu em 2007 mas a Kartell decidiu que poderia levar adiante a parceria seguindo suas ideias e agora, mais de uma década depois, conseguiu concretizar todas aquelas linhas e cores malucas.

k-s1

O diretor da empresa, Claudio Luti, afirma: “A tecnologia moderna hoje nos permite produzir os designs de Sottsass em um nível de sofisticação que não poderíamos imaginar dez anos atrás. Estou convencido de que o próprio Sottsass teria sido um grande fã de como trouxemos estes objetos à vida. A sua estética única e reconhecível vão diferencia-los no seu futuro industrial internacional.”

k-s2

novembro 24, 2014

Arte, performance e mobiliário

por thaís serafini

Fiquei supresa hoje ao ver nomes de áreas distintas (porém não distantes) juntas em um projeto de mobiliário. A chocante e inspiradora Marina Abramovic, que se diz “a avó das artes performáticas”, junto ao arquiteto Daniel Libeskind e à fabricante italiana Moroso, criou uma edição limitada de uma mesa.

Na verdade, trata-se de uma releitura em concreto do protótipo que a artista usa em sua performance “Counting the rice”, na qual participantes são convidados a se sentar, separar e contar arroz e lentilhas por pelo menos seis horas. Na imagem da esquerda, a mesa/banco contínua onde estão os participantes da performance.

marina-moroso-libes

Segundo o artigo do NYT, a nova proposta (imagem da direita) é mais angulosa, seguindo as formas características do arquiteto polonês. Apesar do contraste questionável entre a austeridade e os objetivos da performance de Marina e a venda exorbitante de uma das novas mesas por mais de duzentos mil reais (!), o interessante é perceber este tipo de movimento por parte de uma das empresas gigantes do design de móveis, como a Moroso. Quem sabe no próximo Salone del Mobile poderemos ver propostas mais originais e menos releituras de clássicos….

julho 1, 2014

Gaetano Pesce e as mulheres em Roma

por thaís serafini

Provavelmente você conhece bem a famosa poltrona UP5&6 do mestre Gaetano Pesce, certo? O que provavelmente você não sabia (assim como eu) é o que existe por trás da sua criação:

up

 

Na ocasião da recém inaugurada mostra de Pesce no Maxxi de Roma, uma versão gigante da poltrona terá o importante papel de continuar a crítica lançada pelo autor na época da criação da Up, lá em 1969. Ele mesmo explica:

“Esta cadeira, que metaforicamente liga com uma corrente o corpo feminino à uma bola, foi concebida para denunciar a condição de prisioneira a qual a mulher é condenada pelos preconceitos masculinos. Dentro da (nova versão de 7 metros de altura da) poltrona estarão algumas telas que exbibirão vídeos informativos sobre as condições da mulher em diversos países, além de um tributo especial à Malala Yousafzai: uma mulher símbolo das lutas para o melhoramento das condições femininas. As pessoas poderão entrar e assistir. […] A pesquisa artística não deve ser o fim de si mesma mas pode documentar uma realidade cruel como aquela que emerge de uma série de casos que acontecem no mundo todo e tem as mulheres como vítimas.”

pesce

via

abril 1, 2014

O Salão do Móvel de Milão vem aí!

por thaís serafini

Há meses que já estão todos falando do Salone del Mobile, mas só nas últimas semanas que eu comecei a tentar organizar as ideias e voltar a ficar de olho no evento anual mais badalado do mundo do design. São tão numerosos os lançamentos, tantas as “novidades”, que é difícil fazer um apanhado completo de quem e o quê vai estar por lá.

Aí vão algumas das dicas que andei “pescando” mas, conforme o andamento do evento, vamos nos atualizando por aqui com o que tiver de mais interessante:

sal1

A imagem acima é a “concept bike” DL21, um dos projetos do Peugeot Design Lab, uma das indicações da Marie Claire italiana (sim, revista não especializada mas que publicou algumas dicas bacanas). Depois de projetar relógios, barcos e bicicletas, a marca francesa deve apresentar mais uma novidade na Via Tortona. Além disso, a matéria indica as cerâmicas do espanhol James Hayon com a empresa vêneta Bosa (que estarão na pavilhão 5 em Rho) e na zona Ventura os estudantes holandeses do Koning Willem I College que, a convite do Dutch Slow Design, projetaram conforme critérios “slow”: materiais locais ou reciclados e processos de fabricação de baixo impacto ambiental (imagem abaixo).

sal2

Entre os nomes brasileiros que estarão expondo por lá está a mostra Origens do Brasil, com curadoria da Adélia Borges e a Rio + Design (na Via Tortona), que vai reunir mais de 50 expositores brazucas sob o tema design para o cotidiano.

expo-br-milao

 

Já na Triennale, a “casa do design italiano” e parada obrigatória para quem vai ao Salone, está na sua sétima interpretação e merece uma visita exploratória. O tema deste ano fala de momentos de crise econômica em que a produção material teve de ser repensada e acabou ganhando um estímulo criativo projetual ainda maior (como nos anos 30, 70 e 2000, denonimados pela mostra como os períodos cruciais). Na imagem abaixo, projeto escolhido do Formafantasma.

sal3

 

O Salão do Móvel 2014 acontece de 8 a 13 de abril em Milão e você pode ler sobre as edições anteriores aqui.

 

agosto 9, 2012

A mostra dos gênios italianos em POA

por thaís serafini

Quem leva a vida de blogueira/o (ou seria bloguista, como sugere a Cris Guerra?) como paixão mas também como segunda profissão sabe que não é tarefa muito simples. É preciso mais do que dedicação e paciência, é preciso energia e inspiração pra pesquisar e escrever depois de 8hs no emprego numero 1. Todo esse papo é pra tentar justificar a minha ausência nos últimos tempos por aqui, mas também para deixar claro que este blog deve continuar firme e forte no futuro. Ou melhor, ainda mais firme e mais forte!

Hoje compartilho algumas imagens que fiz na visita à mostra de Design Italiano (Italian Genius Now) que acontece em Porto Alegre até o próximo final de semana. Gostaria de poder pedir pessoalmente que cada um que a visitou e que ler este post deixe aqui suas impressões, pois tenho verdadeira curiosidade de “ouvir” as opiniões. Como acredito que isso não tem grandes chances de acontecer, vou deixar o meu ponto-de-vista apenas no sentido de agradecer o fato de ter uma mostra internacional do meu assunto preferido super perto de casa.

Não sou curadora de museu e nem tenho a pretensão de criticar gratuitamente porém, consideraria fazer algumas coisas de modo diferente, pois me coloquei no lugar do público em geral (não designers, no caso) e não consegui entender o contexto da maioria das obras. E o pior, provavelmente eu (eu, leigo em design) teria perdido a oportunidade de esclarecer o que é o design – ponto que considero crucial em uma cultura como a nossa onde o termo tem sido usado de maneira errônea muitas vezes.

Ok, vamos aos fatos, ou melhor, às fotos? Alguns detalhes do que eu mais gostei:

 

proust chair

 

 

junho 20, 2012

Mais de Gucci + sustentabilidade

por thaís serafini

Lembram da linha de óculos biodegradáveis que apareceram por aqui há pouco tempo? Pois a grife italiana tem investido em lançar outros produtos sustentáveis além deles, como a Sustainable Soles.

As sapatilhas e tênis são feitos (também) de plástico biodegradável e foram projetados por Frida Giannini, creative director da Gucci. O modelo masculino inclui ainda a utilização de solas de “bio-borracha”, “biocadarços” e etiquetas impressas em poliestireno reciclado, ufa!

 

 

O pessoal por lá definiu assim “Este novo projeto transmite a missão da casa de interpretar de modo responsável o desejo do consumidor moderno por produtos de moda que sejam sustentáveis, mantendo também o equilíbrio entre valores atemporais de estilo e qualidade superior com uma visão cada vez mais verde.” A teoria é linda e a iniciativa também, porém… O design talvez ainda esteja um pouco longe do que podemos considerar desejável-como-só-Gucci-pode-ser, não?

via