Posts tagged ‘#paris’

fevereiro 25, 2012

Tendência 2012 ou evolução 2011?

por thaís serafini

Eu sei que a palavra tendência cansa, gera ansiedade, que é abstrata, repetitiva, às vezes overrated, mas ainda é importante e parece a maneira com quem temos tentado controlar e entender nossa vida frenética e nosso futuro. Isso justifica o trecho traduzido a seguir, direto da cobertura da feira de design Maison et Objet, que diz tão pouco mas levanta boas questões:

“Eu não estou completamente convencida de que houveram muitas novas tendências em destaque; eram mais continuações e evoluções de tendências existentes. Os ‘lançamentos de novos produtos’ eram geralmente um produto que já existia em um novo acabamento ao invés de algo completamente novo. Se isso deve-se ao nervosismo causado pelo atual clima econômico, ao fato de as pessoas estarem ‘segurando’ as coisas revolucionárias para o Salone em Milão em abril, ou se é só porque as tendências de 2011 eram tão boas que vieram para ficar, quem vai saber?”

 

Anúncios
janeiro 9, 2012

Subindo na vida

por thaís serafini

Uma esplêndida escadaria para inspirar esta segunda-feira, direto de um museu francês.

 

outubro 19, 2011

A catedral verde

por thaís serafini

Sinto-me como o autor que compartilhou esse projeto: vinte e quatro anos atrasada mas quatro anos adiantada. O fato é que viemos a conhecer somente agora, em 2011, a catedral verde que começa a despontar e revelar sua forma.

Lá no longínquo ano de 1987 o artista holandês Marinus Boezem plantou estas árvores (aliás, qual a tradução para a espécie Italian poplars?) nas exatas posições das colunas da Reims Cathedral (para quem não sabe a Catedral de Notre-Dame, de Paris, que foi construída sob os escombros desta antiga basílica onde Saint Remi batizou o primeiro rei dos francos, Clovis).  Apesar de toda a história antiga, estamos adiantados no tempo ao acompanhar esta obra que atingirá seu auge e finalização somente em 2015, quando as árvores estiverem em sua altura máxima.

via

setembro 16, 2011

Feira em Paris para o design de interiores: Maison & Objet

por thaís serafini

Confesso que me senti meio ignorante de não conhecer uma feira de design que foi tão falada ultimamente, mas tudo bem, sempre é tempo de fazer novas descobertas né? A verdade é que a Maison & Objet é uma feira bienal de fashion e interior, em Paris, e parece mesmo um projeto bem complexo, que inclui até uma revista.

E nessa atividade ingrata de falar de um evento à distância, me aproveito do report do Cool Hunting para fazer um apanhado das imagens e produtos que me pareceram mais interessantes.

A Flux Chairs é uma empresa holandesa recente que apresentou na feira este projeto de cadeira dobrável de polipropileno. Ela segue a tendência ‘nômade‘, que foi apontada como uma forte característica da edição deste ano da Maison&Object, e pesa somente 5kg podendo suportar até 160kg.  Apesar de ser ainda um lançamento, mais de 40mil unidades já foram vendidas, já que podem ser compradas online.

Os dois últimos destaques são o Bacsac e o Concept Suspendu (abaixo). Segundo o relatório da feira, enquanto o mobiliário interno de casa continua a invadir o espaço externo, os cidadãos urbanos continuam apaixonados pela ideia de aproveitar qualquer cantinho para trazer a jardinagem pra dentro de casa. Estes ‘sacos’ são um projeto francês, feitos de um tecido 100& reciclável e com alta resistência, além de proporcionar o equilíbrio perfeito entre terra, água e ar.

E o acolhedor ninho que vem a seguir é também projeto da França, um conceito que mistura a cadeira de balanço, a rede e um incrível trabalho com madeira.

setembro 10, 2011

saturday night com Mr. David Lynch

por thaís serafini

Um “lugarzinho” assim animaria bem meu sábado: o Club Silencio foi inaugurado há pouco tempo, na zona mais-mais de Paris e é uma atmosfera única e projetada em cada detalhe. A mente por trás desse cenário cult é ninguém menos que David Lynch. O diretor trouxe aquele ar misterioso tão característico dos seus filmes para ambientar um espaço que conta com bar, restaurante, club privado, palco, cinema e biblioteca de arte. Afinal, pra quem é capaz de criar e construir tantos espaços, cidades e mundos paralelos, um bar parisiense não deve ser um grande desafio.

 

 

 

 

via

 

 

 

julho 28, 2011

Ilusão & decepção com balões

por thaís serafini

Cheguei até o trabalho da designer Clémentine Henrion através da coleção “Helium Eternal“, porém descobri que a francesa é o que pode se chamar de multi-task: seu portfolio tem trabalhos no design de moda, design de acessórios, ilustração, design de figurino e set.

Mas voltando ao projeto que me chamou a atenção, os delicados “balões” são inspirados no fascínio que os balões exercem nas crianças, brilhantes e coloridos como só eles, mas que trazem a decepção de ir murchando tragicamente com o passar dos dias.. Clémentine os reinterpretou com o desejo de criar um que pudesse ser ‘eterno‘, já que tratam-se  na verdade de peças construídas em tecido.

clementine

Sim, eles são uma ilusão. As peças são confeccionadas à mão no workshop da designer em Paris, construídas com tecido especial, preenchidas como uma almofada macia e presas ao teto por uma pequena aba no topo do balão, para que possa flutuar eternamente como desejava a criança Clémentine. Peças especiais podem ser feitas sob encomenda, assim como as muitas que ilustraram alguns editoriais e vitrines famosas (entre eles a Urban Outfitters e a Milk Magazine).

helium

helium

helium

helium

helium

Tags: