Posts tagged ‘#salone del mobile’

abril 16, 2015

We all go Sottsass! | Milan Design Week – parte II

por thaís serafini

Como destaca a Wallpaper, a febre inspirada no Memphis parece mesmo não ter prazo pra acabar… Ainda bem! A estética divertida e provocante do grupo da década de 80 – liderado por Ettore Sottsass – é o tema dos lançamentos da Kartell no Salone de 2015.

Deixando de lado a mera adaptação de produtos já existentes da marca, o que acho mais interessante é que a parceria com o designer começou lá em 2004, porém, não foi finalizada pois muitas das peças demandavam tecnologias que ainda não haviam sido desenvolvidas na época. Sottsass faleceu em 2007 mas a Kartell decidiu que poderia levar adiante a parceria seguindo suas ideias e agora, mais de uma década depois, conseguiu concretizar todas aquelas linhas e cores malucas.

k-s1

O diretor da empresa, Claudio Luti, afirma: “A tecnologia moderna hoje nos permite produzir os designs de Sottsass em um nível de sofisticação que não poderíamos imaginar dez anos atrás. Estou convencido de que o próprio Sottsass teria sido um grande fã de como trouxemos estes objetos à vida. A sua estética única e reconhecível vão diferencia-los no seu futuro industrial internacional.”

k-s2

Anúncios
abril 1, 2014

O Salão do Móvel de Milão vem aí!

por thaís serafini

Há meses que já estão todos falando do Salone del Mobile, mas só nas últimas semanas que eu comecei a tentar organizar as ideias e voltar a ficar de olho no evento anual mais badalado do mundo do design. São tão numerosos os lançamentos, tantas as “novidades”, que é difícil fazer um apanhado completo de quem e o quê vai estar por lá.

Aí vão algumas das dicas que andei “pescando” mas, conforme o andamento do evento, vamos nos atualizando por aqui com o que tiver de mais interessante:

sal1

A imagem acima é a “concept bike” DL21, um dos projetos do Peugeot Design Lab, uma das indicações da Marie Claire italiana (sim, revista não especializada mas que publicou algumas dicas bacanas). Depois de projetar relógios, barcos e bicicletas, a marca francesa deve apresentar mais uma novidade na Via Tortona. Além disso, a matéria indica as cerâmicas do espanhol James Hayon com a empresa vêneta Bosa (que estarão na pavilhão 5 em Rho) e na zona Ventura os estudantes holandeses do Koning Willem I College que, a convite do Dutch Slow Design, projetaram conforme critérios “slow”: materiais locais ou reciclados e processos de fabricação de baixo impacto ambiental (imagem abaixo).

sal2

Entre os nomes brasileiros que estarão expondo por lá está a mostra Origens do Brasil, com curadoria da Adélia Borges e a Rio + Design (na Via Tortona), que vai reunir mais de 50 expositores brazucas sob o tema design para o cotidiano.

expo-br-milao

 

Já na Triennale, a “casa do design italiano” e parada obrigatória para quem vai ao Salone, está na sua sétima interpretação e merece uma visita exploratória. O tema deste ano fala de momentos de crise econômica em que a produção material teve de ser repensada e acabou ganhando um estímulo criativo projetual ainda maior (como nos anos 30, 70 e 2000, denonimados pela mostra como os períodos cruciais). Na imagem abaixo, projeto escolhido do Formafantasma.

sal3

 

O Salão do Móvel 2014 acontece de 8 a 13 de abril em Milão e você pode ler sobre as edições anteriores aqui.

 

abril 24, 2012

Salão do Móvel 2012: studio Formafantasma

por thaís serafini

Quem acompanha de perto o design e consegue ler nas entrelinhas dos rios de lançamentos sabe que entre o studio Formafantasma é dos nomes mais expressivos atualmente, se não o mais. Com uma abordagem alternativa (?), orgânica e super-conceitual, a dupla de italianos sediados em Eindhoven anda conquistando espaço, inclusive desde o Salão do Móvel do ano passado eles figuram no renomado Spazio Rossana Orlandi.

Em 2012 foram convidados pela empresa holandesa Booo! para projetar dois modelos de lâmpadas/luminárias. Uma seria o modelo fabricado em série, com custo de produção de até €100, e a outra seria uma edição única e especial. A versão criada para a primeira, intitulada Light Species, chamou muito mais a minha atenção e me pareceu mais “valiosa”.

Trata-se de um bulbo com formato inspirado em uma folha que, segundo os próprios designers (no video), é uma mudança na forma geralmente simétrica das lâmpadas. Feita de material translúcido, a lâmpada deve criar um efeito bem interessante. A empresa a definiu como “é como se um bulbo tradicional tivesse sido interrompido no meio da sua transformação em folha.

imagens via

abril 18, 2012

Ainda temos apetite para os móveis?

por thaís serafini

É a pergunta que os designers resolveram abordar neste projeto apresentado no Salone del Mobile 2012 (e que diz respeito especificamente a este evento). Pessoalmente, por mais que seja um pouco reclamona e bastante crítica quantos aos lançamentos, tenho sim muito apetite pelo mobiliário, pelo design e todos os seus derivados. Portanto é sempre curioso ver projetos que procuram falar de móveis sob um ponto de vista fora do comum – sejam eles comerciais ou não.

Ryosuke Fukusada e Rui Pereira criaram “Sapore dei Mobili” como reflexão para a velocidade extrema com que a indústria do mobiliário produz e a consequente dificuldade de digestão que os consumidores têm frente a tantos lançamentos. A frigideira mistura ainda tradições japonesas e portuguesas, os designers explicam:

“Usando a mesma técnica de moldagem nós criamos uma nova tipologia de objeto e ao mesmo tempo uma nova tradição pois brincar com a comida não costuma ser permitido. Você pode criar sua sala de estar comestível e pintar os bolinhos-móveis com suas geléias e coberturas favoritas. Neste sentido, quando o usuário se cansa do seus móveis ele pode simplesmente comê-los sem gerar resíduos.”

 

via

março 27, 2012

Salve as comidas da geladeira

por thaís serafini

Tão bom quando vemos um projeto incrível e inovador sendo levado adiante, melhor ainda quando essa continuidade nos faz relembrar algo que não ganhou a devida atenção. A estrela deste post é um projeto que conheci há quase dois anos no Salone del Mobile, mesmo tendo simpatizado muito com ele e a mostra que o apresentava, ele figurou apenas em uma review que publiquei na época, pois este blog era ainda apenas uma ideia. Pois bem, hoje posso falar mais do “Save food from the fridge” de Jihyun Ryou, designer da Coréia do Sul.

Como a mostra de 2010 da Design Academy de Eindhoven era super conceitual, profunda e trazia questionamentos importantes (como What is the role of the designer?), a designer resolveu repensar formas mais sustentáveis  de armazenar alimentos sem o uso dos refrigeradores.

Ryou explica o seu estudo “Os vegetais e as frutas continuam a viver mesmo depois de colhidos. Eles continuam respirando, pegando oxigênio do ar e emitindo dióxido de carbono, vapor de água e calor. Ao regular a temperatura e humidade, é possível diminuir essa respiração, resultando em um tempo de armazenamento mais longo.”

Por isso, criou uma linha que contém contenedores com areia e água, bandejas que mantém os vegetais umidificados, compartimento fechado para batatas e maçãs (que no escuro irão amadurecer mais lentamente) e um recipiente com água para testar a qualidade dos ovos através da flutuação.

A extensa pesquisa e experimentação certamente renderam bons frutos – é uma linha sensível, que não consome energia e ainda proporciona uma interação muito mais consciente com os nossos alimentos. Provavelmente será difícil abandonar os refrigeradores por completo, mas projetos como este nos fazem visualizar que não é tão difícil compreender a natureza – coisa que era normal há algumas décadas atrás, quando não éramos “ligados na tomada”.

setembro 13, 2011

restos de Murano nas mãos dos Campana

por thaís serafini

Infelizmente quando só nos resta acompanhar um evento através de outras mídias, o que acontece é isso: informação levemente ‘atrasada’ do Salone del Mobile desse ano. Os sites, revistas e blogs escolheram o que publicar e, por mais que a pesquisa aqui desse lado do oceano tenha sido intensa e apaixonada, acabou fugindo do meu alcance essa peça interessante. A Fontana Rivivo é obra dos irmãos Campana, feita de refugos de vidro de Murano, em comemoração aos 90 anos da marca italiana Venini.